Categorias
Uncategorized

TRANSTORNO BIPOLAR

O que é?

É uma doença caracterizada pela alternância entre episódios depressivos, episódios hipomaníacos ou maníacos e períodos sem polarização do humor, ou seja, períodos de estabilidade. Essas oscilações de humor podem surgir de forma brusca e não necessariamente se relacionam com fatores externos. As pessoas acometidas por essa doença podem apresentar episódios diferentes no mesmo dia, ou seja, ela pode acordar depressiva e no período da tarde ficar acelerada e eufórica (episódio hipomaníaco ou maníaco).

Sintomas:

Nos episódios depressivos as pessoas apresentam sentimentos de tristeza, angústia, falta de energia, desânimo, alterações de sono e apetite, apatia, falta de prazer nas atividades, dificuldade de concentração, dificuldade para tomar decisões e, nos casos mais intensos, vontade de morrer. Nos episódios maníacos os sintomas costumam ser o oposto dos sintomas dos episódios depressivos. A pessoa apresenta o humor expansivo, sente uma alegria exagerada e desproporcional, os pensamentos ficam acelerados, a energia fica excessiva e é bastante comum a pessoa fazer diversas atividades ao mesmo tempo mas não terminar nenhuma. Apesar da energia ficar excessiva a atenção e a concentração ficam reduzidas. Geralmente a necessidade de sono fica diminuída, nos casos mais graves a pessoa chega a ficar algumas noites sem dormir. Também é comum a pessoa “falar sem parar” e ficar “extremamente empolgada com tudo, com mil planos para o futuro”. O episódio hipomaníaco é bastante semelhante ao maníaco, mas os sintomas são menos intensos e costumam apresentar uma menor duração.

Tratamento:

No Transtorno Afetivo Bipolar é fundamental a administração de medicamentos denominados estabilizadores de humor, que são remédios bem diferentes dos antidepressivos. Na grande maioria dos casos é uma doença crônica, portando é recomendado o uso contínuo dos medicamentos, para evitarmos ao máximo uma nova crise. Nos casos mais graves eventualmente uma internação em Hospital Psiquiátrico é necessária.

Categorias
Uncategorized

TABAGISMO

O que é?

O Tabagismo, também conhecido como Dependência de Nicotina, é uma doença crônica, geralmente iniciada na adolescência, caracterizando-se pela inalação da fumaça proveniente da combustão do tabaco contido nos cigarros. Inicialmente o uso pode ser eventual, mas, com a continuidade do consumo, o indivíduo evolui para a dependência, com variados graus de intensidade. Na Dependência em geral ocorre tolerância, ou seja, existe uma redução do efeito com o uso contínuo da mesma quantidade da substância, levando o individuo a consumir quantidades cada vez maiores. Também observamos a síndrome de abstinência, ou seja, quando existe a interrupção do consumo vários sintomas físicos e psíquicos desconfortáveis costumam aparecer. A substância é frequentemente consumida em maiores quantidades ou por um período mais longo do que o pretendido e existe um desejo constante ou tentativas mal sucedidas para controlar o consumo da substância. Mesmo tendo consciência dos problemas físicos e psíquicos causados pelo uso excessivo da substância, o indivíduo não deseja ou não consegue parar de usar. É bastante comum a falta de crítica com relação à Dependência.

Sintomas:

Os sintomas positivos dos efeitos da nicotina no cérebro são o aumento da sensação de alerta, diminuição do apetite, sensação de prazer, melhora da cognição e da memória, redução da ansiedade e da tensão, melhora do humor e remissão dos sintomas de abstinência. Os sintomas de abstinência surgem com a cessação abrupta do uso da nicotina ou com a redução do consumo e costumam surgir dentro de um prazo de algumas horas até 24 horas após a interrupção. Os principais sintomas são: irritabilidade, humor depressivo, aumento da ansiedade, episódios de raiva e frustração, inquietação, dificuldade de concentração e aumento do apetite.

Tratamento:

O médico especializado no tratamento da Dependência de Nicotina é o Psiquiatra. Existem atualmente medicamentos, adesivos, chicletes e pastilhas que ajudam a reduzir o desejo de fumar e minimizam muito os sintomas de abstinência. Mas o mais importante de tudo é a motivação do paciente porque a interrupção do consumo de tabaco não é uma tarefa fácil. Muitas vezes a psicoterapia de suporte é necessária, pois ensina como lidar com os sintomas de abstinência e orienta as mudanças comportamentais necessárias para que não haja uma recaída.

Categorias
Uncategorized

Depressão

O Que é?

A Depressão é caracterizada principalmente por aversão a atividades que causavam alegria no passado. É um quadro possível de ser detectado ao prestar atenção no comportamento. Em geral a pessoa acometida pela doença começa a se isolar e a abandonar as suas atividades diárias. Elas costumam se sentir vazias, sem emoções, sem energia e com alta carga de culpa e sensação de impotência.

Sintomas:

A Depressão costuma se manifestar de diferentes formas, causando sintomas que vão além da tristeza emocional. Ela é uma Síndrome, ou seja, um conjunto de sinais e sintomas. Além da tristeza podemos encontrar distúrbios do sono, alterações de apetite, dificuldade de concentração e memorização, perda de energia, episódios de irritabilidade, apatia, perda de prazer nas atividades diárias, baixa autoestima e dores no corpo.

Tratamento:

Como qualquer outra doença, a Depressão tem tratamento. Um dos principais motivos de agravamento da doença é não dar a atenção devida a ela, esperando que “passe sozinha”. Não caia nesse erro. É muito importante frisar que nada deve ser feito sem orientação médica.

Busque o acompanhamento com um Psiquiatra, que será capaz de diagnosticar adequadamente o seu quadro e receitar o tratamento adequado para as suas necessidades. O tratamento da Depressão geralmente é conduzido em conjunto, por um Psiquiatra e um Psicólogo. A escolha dos medicamentos e metodologias empregados para levar o paciente à remissão dos sintomas dependerão do quadro específico dele.

Categorias
Uncategorized

Pânico

O Que é?

A doença se caracteriza por crises de ansiedade aguda, que ocorrem de forma inesperada e de certa maneira, inexplicável. A pessoa sente muito medo e desespero, tendo a nítida sensação de que vai morrer ou de que perdeu o controle sobre si mesma e vai enlouquecer. A crise de pânico em geral tem curta duração e atinge sua intensidade máxima em dez minutos, podendo chegar a sessenta minutos.

Sintomas:

Os principais sintomas da crise de pânico são: taquicardia (coração acelerado), sudorese (suor excessivo), tremores, dor e desconforto no peito, dor e desconforto abdominal, náuseas, vômitos, diarréia, sensação de tontura e de desmaio, falta de ar, sensação de sufocamento, ondas de calor ou calafrios, formigamentos no corpo, sensação de morte, sensação de estar tendo um infarto ou um AVC.

Tratamento:

O tratamento inclui a prescrição de medicamentos antidepressivos e Psicoterapia. Nas fases iniciais geralmente associamos ansiolíticos porque os antidepressivos demoram em média duas a quatro semanas para fazerem efeito. Em geral a medicação precisa ser mantida por períodos longos e deve ser descontinuada progressivamente, seguindo a orientação do Psiquiatra.

Categorias
Uncategorized

Ansiedade

O Que é?

A principal característica da Ansiedade Generalizada é a preocupação excessiva e desproporcional ao estímulo que ocorre por um período mínimo de seis meses.  Ela é acompanhada por sintomas físicos e mentais que interferem no dia a dia e na qualidade de vida de quem sofre com o Transtorno.

Sintomas:

Os sintomas físicos da ansiedade são fonte de sofrimento para quem convive com o problema e sinalizam a importância da busca pelo tratamento.  Os principais sintomas físicos são:  inquietação, sensação de estar com os nervos à flor da pele, irritabilidade, tensão muscular, dificuldade de concentração, sensação de cansaço excessivo, falta de energia, dificuldade para iniciar o sono ou sono não reparador, angústia.

Sintomas Psicológicos:

​Os sintomas psicológicos, apesar de serem mais silenciosos que os físicos, são igualmente impactantes e podem ajudar no diagnóstico da ansiedade. Confira alguns deles: baixa autoestima, constante preocupação, pensamentos negativos, medos irracionais, sensação de que nada dará certo e de que coisas ruins vão acontecer, sentimentos de desesperança.

Tratamento:

A Psicoterapia costuma ser um tratamento bastante indicado, ajudando o indivíduo a descobrir as causas, melhorar sua resposta às situações e a desenvolver hábitos que melhorem esse quadro, como uma alimentação mais balanceada e a prática de exercícios. Em casos mais avançados, pode ser necessário também o tratamento com medicamentos, até mesmo para ajudar o ansioso a ter ânimo para levar a terapia adiante. Os medicamentos aliviam muito os sintomas físicos da ansiedade.

Categorias
Uncategorized

Insônia

O Que é?

A insônia é um problema muito comum e afeta a vida de milhares de pessoas. Ela é caracterizada pela dificuldade de iniciar o sono ou de se manter adormecido. E ela não afeta apenas as nossas noites, mas também a produtividade do dia a dia. Você se prepara para dormir mas o sono simplesmente não vem. E, com isso, surge uma enorme frustração. No entanto, a maioria das pessoas não sabe que a insônia pode ter várias causas e tratamentos bastante efetivos.

Causas:

A insônia pode ser classificada como primária, ou seja, quando não ocorre devido a nenhuma doença, ou secundária, quando causada por alguma patologia. É preciso entender quais são as causas desta dificuldade para dormir, estabelecer um correto diagnóstico e um tratamento eficiente. Vários fatores podem alterar a qualidade do seu sono, os mais comuns são Transtornos de Ansiedade e Depressão, mudanças hormonais, abuso de drogas lícitas e ilícitas, maus hábitos de sono, mudanças de fuso horário, envelhecimento e uso por muito tempo de medicações para dormir.

Tratamento:

Quando a insônia não é causada por doenças é possível solucionar este problema rapidamente, apenas com mudanças de alguns hábitos que atrapalham a qualidade do nosso descanso. É possível começar transformando o seu quarto em um ambiente calmo e aconchegante. Evite que luzes acesas e barulhos possam te atrapalhar. A mesma regra também vale para os aparelhos de televisão. Desligue o celular, seu uso antes de dormir pode te atrapalhar a iniciar o sono. Faça exercícios físicos regularmente, eles aliviam o estresse e melhoram a qualidade da sua noite de sono. Coma alimentos mais saudáveis e leves antes de dormir, e tente deitar-se e acordar aproximadamente no mesmo horário. Caso a insônia persista, procure um Psiquiatra que possa te orientar corretamente no enfrentamento desse problema. Dependendo da gravidade da insônia alguns medicamentos podem ajudar, a insônia é um sintoma bastante comum nos Transtornos de Humor e nos Transtornos de Ansiedade.